Álvaro Rodrigues,
o Chef mais famoso da TV

Aos nove anos, Álvaro Rodrigues já demonstrava seu talento para a Gastronomia durante as incursões pela cozinha da italiana Ignez Bonicelli, avó materna e quituteira de mão cheia. Dela, Álvaro herdou não só as primeiras técnicas, dicas, truques e segredos da profissão, mas também o carinho e a generosidade no trato com o público. "Ela jamais me criticava quando algo não ficava tão bom como eu esperava", relembra, saudoso. "Costumava dizer que no próximo final de semana teríamos tempo para repetir a receita e encontrar o erro.
Sem dúvida, esses foram os melhores anos da minha vida".

Os anos passaram e, com eles, Álvaro sentia cada vez mais a necessidade de aperfeiçoar seu talento para a Gastronomia, exercendo-a plenamente. Apesar de ter de concluir seus estudos e conciliar dois empregos (em um hospital e em um jornal), ele resolveu, incentivado pelos elogios dos familiares e dos amigos, investir em um delicioso desafio: aceitar encomendas e organizar eventos, como festas e banquetes.

Por volta de 1986, nas poucas horas que sobravam, Álvaro começou a fazer cursos específicos. "Minha amiga e culinarista Clair Saraiva achava que, além de conhecer profundamente o assunto, era expressivo, tinha didática para ensinar", conta. Assim, o futuro chef começava sua carreira ministrando aulas de panificação na Sabor'Art, considerada a melhor escola de culinária na época. Em pouco tempo, reservou um pequeno espaço em sua casa para dar aulas uma vez por semana a um grupo extremamente restrito. O tempo foi passando e Álvaro não conseguia conciliar tantas atividades. "Tomei uma decisão acertada ao me dedicar apenas às aulas em casa", lembra Álvaro. "Mas elas começaram a atrair tantos interessados que meu espaço foi ficando pequeno demais para acomodá-los. Era hora de dar novos passos". A pequena sala de aula foi trocada por outra maior na mesma rua, com instalações mais confortáveis. Ali, nascia a Escola de Culinária Doces Momentos.

Paralelamente às aulas, em 1990, Álvaro abriu uma grande Confeitaria & Rotisserie, que manteve apenas por três anos, principalmente pela dificuldade de encontrar mão-de-obra especializada. Em 1993, participou de seu primeiro curso na Wilton Enterprise, escola de confeitaria em Chicago, nos Estados Unidos. Aliás, durante anos consecutivos, este local foi parada obrigatória em seu roteiro de especialização em confeitaria, sua grande paixão. Ainda nesse mesmo ano, Álvaro Rodrigues criou seu primeiro curso para a formação de profissionais capacitados em Alta Confeitaria Americana. Em 1994, em sua primeira viagem à Europa, ficou tão fascinado com as técnicas francesas que aproveitou para aprimorar ainda mais seus conhecimentos na famosa escola de cozinha e pâtisserie Le Cordon Bleu e no Hotel Ritz, de Paris, um dos momentos mais marcantes de sua carreira. Também nessa mesma época teve a oportunidade de cursar as aulas de Marta Ballina, famosa artista em confeitaria, em Buenos Aires, Argentina.

Há cinco anos, Álvaro Rodrigues comanda a Escola de Gastronomia que leva seu nome, considerada uma das mais modernas e bem equipadas do país. Neste espaço, ele prepara e ensina com técnicas modernas cerca de 1000 pratos inéditos por ano. "Um dos segredos desse sucesso está em atender todos os tipos de público com linguagem precisa, simples e sem mistérios", explica Álvaro. Sua credibilidade junto ao público está mais do que comprovada por suas participações em conceituados programas de TV e revistas especializadas. "O mais gratificante nesses 25 anos de estudo e de dedicação à carreira de chef de cozinha é contribuir diariamente para a profissionalização, formação e aperfeiçoamento tanto de pequenas empresas quanto de futuros chefs, grandes banqueteiras e profissionais de todos os ramos da Gastronomia."